16/02/2017 16:47

Agentes capturam pomba que carregava celular

Seguranças do presídio de Franco da Rocha viram a ave se debatendo e detentos tentando pegá-la

Por: Diário SP

Foto: SAP

Agentes penitenciários capturaram, na última sexta-feira (10), uma pomba com um celular amarrado ao corpo dentro de uma unidade penitenciária de Franco da Rocha, na Grande São Paulo. O caso foi revelado na quarta-feira (15) pelo jornal "Folha de S. Paulo".

Segundo a publicação, a ave foi localizada na Penitenciária 2 "Nilton Silva', que fica perto da Rodovia dos Bandeirantes. A pomba foi vista durante uma ronda de rotina, numa área externa do Pavilhão 2, se debatendo e presos tentavam pegá-la.

De acordo com a SAP (Secretaria de Segurança Penitenciária), junto ao animal havia um pequeno invólucro. Dentro dele, estavam um celular e uma bateria. A direção do presídio registrou um boletim de ocorrência. A Vara de Execuções Criminais também foi comunidade. A unidade abriu um procedimento disciplinar para investigar o ocorrido.

No último mês de dezembro, o CPP (Centro de Progressão Penitenciária) da cidade, vizinho à penitenciária Nilton Silva, teve fuga de 27 internos. No fim daquele mês, os presos serraram as grades e pularam o muro do local, reservado a detentos do regime semiaberto, durante a madrugada.

Dois meses antes, 55 internos do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico 1 também fugiram. Moradores vizinhos à HCTP1 relataram medo após o ocorrido.


Compartilhe: