09/01/2017 21:02

Baptista terá elenco cheio de opções no Palmeiras

DIÁRIO mostra como o comandante deverá montar o Verdão nesta temporada

Por: Arthur Stabile
arthur.stabile@diariosp.com.br

Felipe Melo foi anunciado oficialmente / Foto: Divulgação/Ag. Palmeiras

Campeão brasileiro com o melhor ataque e a melhor defesa, o Palmeiras investiu pesado para deixar o  time ainda mais forte. Com a oficialização da chegada de Felipe Melo, o técnico Eduardo Baptista já tem em mãos as principais peças para colocar a metodologia em prática.

Em sua apresentação, o treinador se mostrou preocupado em agregar conceitos ao trabalho feito por Cuca no ano passado. Assim, o DIÁRIO aponta quais são as possíveis formações da versão 2017 do Alviverde.

Baptista ressaltou a intenção de manter jogadores nas posições nas quais eles mais renderam, além de dizer ser fácil adaptar o 4-3-3 do ano passado ao 4-1-4-1 usado na Ponte.

A primeira possibilidade do treinador será adicionar um homem ao meio-campo. Colocando Felipe Melo fixamente na proteção da zaga, Tchê Tchê e Moisés teriam mais liberdade para atuar centralizados, com Dudu caindo por um lado e meia Guerra, pelo outro.

Um centroavante fixo é peça certa no começo do trabalho. Sem Gabriel Jesus, Lucas Barrios e Alecsandro brigam para ficar com a vaga — a contratação de Lucas Pratto é negociada.

Caso o time não renda, existe a possibilidade de Dudu ser usado como um falso camisa 9, com a entrada de Michel Bastos em um dos lados do campo.

Se o comandante preferir manter o estilo do time do ano passado com três atacantes, um meia perderia vaga. Róger Guedes, Dudu e um centroavante jogariam, com Felipe Melo, Tchê Tchê e Guerra ou Moisés na armação.

Eduardo tem uma mina de ouro tática nas mãos. No papel. O trabalho será lapidar esse ouro e levá-lo para o campo.

Qual opção ele deve usar?


Compartilhe: