07/01/2017 12:00

Doria dá emprego a irmão de ambulante assassinado

Reginaldo Ruas será motorista de empresa que presta serviço para Prefeitura

Por: Renan Xavier
renanxavier@diariosp.com.br

Reginaldo Ruas terá seu primeiro emprego com carteira assinada / Foto: Hellen Lobo/DiárioSP

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou, na sexta-feira (6), a contratação do irmão do vendedor ambulante Luiz Carlos Ruas, o Índio, assassinado por dois homens após tentar defender uma travesti  na noite de Natal dentro da estação Pedro 2, da Linha-3-Vermelha do Metrô, no Centro de São Paulo.

Reginaldo Ruas, de 47 anos, vai trabalhar como motorista em uma empresa que presta serviço de limpeza urbana para a Prefeitura, ganhando salário pouco superior a R$ 2 mil.

A notícia é um alento à família, que passava dificuldades financeiras desde a morte do ambulante,  que sustentava a casa. Ao final do encontro, dois sobrinhos do ambulante também pediram emprego ao prefeito.

De novo!

Na reedição de uma gafe, a secretária da Assistência Social, Soninha Francine, atrasou-se para o início da coletiva e foi recebida com irônicas palmas do prefeito. “Dessa vez não paga multa”, isentou Doria, referindo-se  à “regra” que ele criou para punir secretários que chegarem mais tarde em reuniões. “Já virou bullying”, desabafou Soninha.


Compartilhe: