03/01/2017 10:00

José Loreto celebra chance interpretar Aldo

Filme sobre a vida do lutador foi lançado em 2016. Nesta terça, estreia uma versão adaptada na TV

Por: Bárbara Saryne/Rio de Janeiro
barbara.vieira@diariosp.com.br

José Loreto vive José Aldo, campeão do UFC / Reprodução

Em junho de 2016, a vida do lutador de MMA José Aldo foi contada nos cinemas. O longa “Mais Forte que o Mundo”, estrelado por José Loreto, emocionou não só os que gostam de esporte, mas todos que apreciam uma boa história. 

Para começar o ano mostrando que nada é impossível, as cenas marcadas pelos desafios superados do atleta também poderão servir de incentivo a um público maior, na TV aberta. Com duração de quatro capítulos, a adaptação do filme vai ser apresentada a partir desta terça-feira (3), às 22h15, na Globo.

Como novidade, a minissérie vai trazer entrevistas de familiares, amigos e companheiros de trabalho de Aldo. Às cenas do filme, serão acrescentadas imagens reais da vida do atleta, com uma atenção maior às gravações das lutas retiradas do arquivo jornalístico da Globo.

Intérprete de Aldo, José Loreto nunca viveu um protagonista na emissora líder em audiência. Estrear como o lutador, para ele, é motivo de celebração. “Estou feliz porque já sei que a série vai ser um grande sucesso”, conta ele, confiante, ao DIÁRIO.

Admirador do atleta, Loreto mergulhou de cabeça quando soube que o interpretaria e diz lembrar, como se fosse hoje, o quanto se esforçou para se tornar um campeão. “Existia uma cobrança grande pelo fato de eu não ter nada a ver com o Aldo fisicamente. Eu quis parecer de dentro para fora”, revela ele.

Além de pegar o jeito do competidor nos treinos, José Loreto conta que a dieta rigorosa lhe deixou mais parecido com o amigo. “Em algumas gravações, minha pegada era mais forte porque eu estava emburrado depois da janta. Eu via todo mundo comendo massa e eu só podia ficar no frango e na salada. De alguma maneira, descontei essa raiva (risos)”, diverte-se o ator.

Diabético, Loreto admite que nem tudo foi ruim ao mudar o  estilo de vida. “Tomo insulina desde os 14 anos e diminuí quase um terço da quantidade por causa dessa dieta”, revela.

Diferentemente do que houve com outros personagens que interpretou em sua carreira, o artista acredita que o trabalho nos cinemas e na série pode abrir novas portas. “O Aldo é um personagem maravilhoso, que eu sempre sonhei fazer. Tomara que as pessoas me vejam com outros olhos e me chamem para outras coisas.”

Já a experiência como lutador de MMA, pelo jeito, vai ficar só na ficção. “Vida de atleta é difícil, é muita abdicação. Entram dois, só vence um. É cruel”, comenta, ao dizer que admira quem segue na luta: “É bonito e motivador. Mesmo perdendo, a pessoa cresce e amadurece. Acho que a vida de ator é mais permissiva e flexível”, avalia.

Aldo e Loreto: amizade e admiração além das telinhas

Antes das gravações do filme “Mais Forte que o Mundo”, José Aldo e José Loreto não se conheciam além das imagens da TV – Loreto apenas admirava o lutador pela telinha, e Aldo assistia aos trabalhos do artista.

Os preparativos para as gravações do longa mudou tudo. Os dois conversaram e logo descobriram que tinham muito em comum. Com o fim das gravações, no entanto, a amizade permaneceu. “A gente tem até um grupo no WhatsApp, eu fui para Manaus com o Aldo. Conheci a família dele, joguei bola”, conta o ator, que tem dia marcado para ir ao cinema com o amigo. “Sexta-feira é dia dele ir ao cinema com a mulher dele. Eu chamo a Débora (Nascimento, mulher de Loreto),  A gente combina, vê um filme, aproveita e janta junto”, revela.

De poucas palavras, Aldo abraça Loreto e se emociona ao falar da relação de amizade. “Ele conseguiu contar a minha vida de um jeito muito real. O Loreto se tornou uma pessoa muito especial para mim”, afirma o atleta. “Não é à toa que ele tem essa história bonita. Não é só pela vida dele, é pelo que ele é. Um cara simples, humilde, um exemplo mesmo”, completa o ator.

Confira o trailer de 'Mais Forte Que O Mundo':

 


Compartilhe: