15/11/2012 12:31

Presos 2 matadores de policiais militares

Empresários são acusados de assassinarem PMs em outubro nas zonas Oeste e Sul de São Paulo

Dois empresários foram presos nesta quarta-feira por policiais do Deic (Departamento Estadual  de Investigações Criminais) sob acusação de executar o  cabo Renato Ferreira da Silva Santos, 29 anos, em 4 de outubro no Jardim Arpoador, Zona Oeste, e o PM Flavio Adriano do Carmo, de 45, dia 13 do mesmo mês, no Jardim São Luís, Zona Sul. As prisões ocorreram na Rua Paulo Gomiero, região do Campo Limpo, também na  Zona Sul.

A polícia diz que os suspeitos Leandro Rafael Pereira da Silva, o Léo Gordo, de 28 anos, e Welligton Viana Alves, o Baré, de 32, confessaram o crime. O DIÁRIO não conseguiu ouví-los e nem a seus advogados.

Durante a prisão, ocorrida na tarde desta quarta, os policiais da 5 Delegacia de Roubos a Banco do Deic apreenderam uma pistola 9 mm, um revólver calibre 38 e um colete à prova de balas.

Segundo o delegado titular Celso Marchiori, as investigações do Deic possibilitaram à polícia informar a um policial da Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar) que ele estava na  lista de marcado para morrer. A ordem para os ataques a policiais veio da facção PCC.

Segundo a polícia, Leandro afirmou ser dono de uma empresa de transporte executivo e Wellington seria dono de uma fábrica de molduras.  Eles tiveram a prisão temporária decretada por 30 dias.

Violência/  Nesta quarta, a PM deteve cinco suspeitos de executarem o soldado da corregedoria Edgard Lavado, de 43 anos. Ele foi assassinado na noite de terça-feira, ao chegar em casa em Guarulhos, Grande São Paulo.

 


Compartilhe: