São Paulo

18ºc | 26ºc

dia a dia

Estrangeiros atuam em hospitais da fronteira

/

Pelo menos 11 médicos de fora trabalham na divisa entre o Brasil e Uruguai sob a tutela da Justiça

Por: diário sp
20/07/2013 18:18

Sob a tutela de uma decisão judicial que permite o trabalho de médicos uruguaios em sete cidades da fronteira entre Brasil e Uruguai, no Rio Grande do Sul, pelo menos 11 profissionais de outras nacionalidades estão atuando de forma irregular em território brasileiro.

Informações obtidas pelo jornal “O Globo” indicam que um dominicano, uma peruana e nove cubanos estão trabalhando em hospitais de Santana do Livramento e Quaraí, sem autorização. A liminar da Justiça Federal em Santana do Livramento foi concedida em novembro de 2011 para suprir a falta de médicos nos hospitais dessas cidades.

A decisão, porém, vale apenas para profissionais do Uruguai que residam do outro lado da fronteira. A diretora administrativa do Hospital de Caridade, Daniele Garcia, admite que nenhum dos 11 médicos tem registro legal para atuar no Brasil, mas justifica que é a única forma de garantir atendimento.

Os médicos recebem entre R$ 7 mil e R$ 9 mil mensais para atuarem como plantonistas e também nas USFs (Unidades de Saúde da Família). A diretora técnica da Santa Casa de Livramento, Maria Helena Padilha, diz que parte dos profissionais uruguaios, autorizados pela Justiça, já teve os diplomas revalidados.

leia também