Diário de S. Paulo

11/01/2018 - 17:29

Juliana Knust interpreta sua primeira protagonista

Com 20 anos de carreira, atriz estará em 'Apocalipse', na pele da jornalista Zoe

Por: Bárbara Saryne / Rio de Janeiro
[email protected]

Foto: Reprodução

Não parece, mas já são 36 anos de idade. Duas décadas foram marcadas pelo trabalho na televisão. A primeira protagonista, no entanto, só veio agora, na trama bíblica da Record. Mãe de dois meninos, Juliana Knust não reclama. A escalação, segundo ela, aconteceu na hora certa.

"Se viesse mais cedo, eu não estaria preparada. A Zoe é uma personagem forte, maravilhosa, e eu estou me dedicando de corpo e alma", revela.

Orgulhosa de tudo o que já produziu até aqui, a atriz, que também está no ar na reprise global de "Celebridade", garante que a única diferença de suas personagens anteriores para Zoe está na agenda. "No elenco, todos são importantes, o que muda é que a protagonista circula em vários ambientes da trama, o volume de trabalho é maior", afirma ela.

Na novela de Vivian Oliveira, Juliana é uma jornalista que acredita em Deus e começa a relacionar as catástrofes que cobre com o último livro da Bíblia. Para interpretar a personagem, a atriz conta que fez um laboratório com a equipe de jornalismo da emissora de Edir Macedo e ficou impressionada com tudo o que viu lá. Após a experiência, ela diz que começou a tirar onda e gritar aos quatro ventos que jamais trabalharia na área.

"Eu acho uma loucura, uma maluquice, eu jamais daria conta de um negócio desses (risos)", diverte-se.

O problema, segundo Juliana, é a pressão com o horário, a quantidade de informações para apurar com rapidez e as situações perigosas, que são inevitáveis.

"Tem de ter tranquilidade na hora de passar a informação, a cobrança é grande e nas reuniões de pauta sempre tem um falando por cima do outro, não sei como não batem cabeça", afirma aos risos.

Em casa, a artista reza com os filhos todos os dias, diz que coloca limites e está aprendendo, aos poucos, a ter mais segurança, pois começou a gravar a trama com receio.

"Tudo isso é um processo de amadurecimento. Eu não sou mais aquela menininha de 20 anos atrás, mas na essência continuo sendo a mesma pessoa. Não sou aquele tipo de atriz que acha que as pessoas vão amar tudo o que eu fizer, mas eu me dedico, dou o meu máximo", revela.


Compartilhe: