Diário de S. Paulo

12/01/2018 - 17:14

Prefeitura fiscaliza 397 motoristas de aplicativos

Até o dia 25, fiscalização de serviços, como Uber, terão caráter educativo

Foto: /Arquivo/DiárioSP

A gestão João Doria (PSDB) fiscalizou, entre quarta e quinta-feira, 397 motoristas que prestam serviço por aplicativos de transporte na cidade. A blitz começou após a implantação das novas regras exigidas pela Prefeitura.

Segundo administração municipal, nas duas primeiras semanas a fiscalização ocorre em caráter educativo,. Depois desse período, a partir do dia 25, os motoristas serão multados caso descumpram as regras.

De acordo com a Prefeitura, duas das empresas que operam por aplicativos homologaram selos de identificação que devem ser afixados nos para-brisas.

Desde quarta-feira,estão em vigor regras mais estritas para serviços de transporte particular na cidade. Estão sujeitos às novas normas todos os aplicativos que operam com tarifas diferenciadas em relação aos táxis na capital paulista, como Uber, Cabify, Lady Driver, Easy e 99.

A Prefeitura passou a exigir, por exemplo, um novo documento para os motoristas da categoria, o Conduapp. Para obtê-lo, os condutores devem passar por um curso de 16h de duração, que pode ser feito à distância e fornecido pelas próprias empresas.

Além disso, apenas carros com placa de São Paulo podem, com as novas regras, pegar passageiros dentro da capital paulista. Os veículos devem ter no máximo 7 anos de fabricação, ou 5 anos, no caso de motoristas cadastrados nas empresas a partir de julho do ano passado./Com G1


Compartilhe: