Diário de S. Paulo

09/01/2018 - 17:46

Organizadores são do PCC, diz Doria

Prefeito pediu à Polícia Civil para identificar quem são os promotores dos bailes funk na capital paulista

Foto: /Reprodução

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse ontem que solicitou à Polícia Civil que use seu setor de inteligência para identificar quem são os promotores dos bailes funk na cidade. "Pancadão é uma praga que atende a um número considerável de pessoas, é triste mas é uma realidade", disse o prefeito em entrevista para a Rádio Bandeirantes.

Segundo Doria, muitos dos organizadores "são originários do PCC (Primeiro Comando da Capital)" e transformam os bailes de rua em negócios com "consumo de álcool, tráfico de entorpecentes e prostituição de meninas". O tucano disse ainda que orientou os 32 prefeitos regionais a combater eventos irregulares e que solicitou ajuda da polícia para evitá-los.

Na gestão anterior, o prefeito Fernando Haddad (PT) tentava combater a criminalidade dos pancadões com festas oficiais promovidas pela Prefeitura. Em janeiro de 2014, o petista chegou a vetar um projeto que proibia a utilização de vias públicas para a realização de bailes funk e de qualquer outro evento musical não autorizado.

Desde fevereiro de 2017, uma lei estadual proíbe pancadões. Quem descumpri-la fica sujeito a multa de R$ 1 mil.


Compartilhe: