Diário de S. Paulo

08/01/2018 - 19:13

Postos funcionam 24h em Mairiporã

As três mortes registradas na Grande São Paulo foram de pessoas que passaram pela cidade. Secretaria de Saúde do município investiga 25 casos e nove óbitos

Por: Assinatura / cidade
@diariosp.com.br

De seis postos de saúde fixos em Mairiporã, que faz divisa com a Zona Norte da capital, dois estão funcionando 24 horas por dia para vacinar a população. A força-tarefa da Prefeitura acontece devido à confirmação de três mortes por febre amarela na Grande São Paulo por pessoas que passaram pelo município.

Segundo a titular da pasta da Saúde no município, Grazielle Bertolini, 86% da população já foi imunizada. "Temos outros seis postos móveis em supermercados, locais de grande circulação, que também oferecem a vacina."

O município investiga 25 casos de moradores, sendo que 9 são de morte. Até agora, segundo a Prefeitura, não houve nenhuma confirmação.

"Temos uma mata encantadora e não queremos que os turistas deixem de nos visitar.Por isso, orientamos e recomendamos, que se alguém vier nos visitar, precisa tomar a vacina com 15 dias de antecedência", pontuou a responsável pela pasta da Saúde.

Isso é necessário, pois a vacina só começa a fazer efeito no corpo após esse período.

Hoje, infectologistas do Hospital das Clínicas e do Instituto Emílio Ribas, ambos da capital, vão à cidade para fazer a avaliação do serviço de saúde e discutir os casos.

A Secretaria Municipal de Saúde pediu ao estado insumos, carros e profissionais de saúde para auxiliar no trabalho.

MACACOS/ Quase 100 dos 227 macacos que morreram em Mairiporã foram infectados com o vírus da febre amarela. Por conta do alto número, a prefeitura pede que os moradores, ao encontrarem um animal morto ou ferido, liguem para Defesa Civil local (11) 4419-2321 ou 5577.


Compartilhe: