Diário de S. Paulo

08/01/2018 - 17:34

Perícia encontra balas de pistolas de uso das polícias

Na madrugada de domingo, quatro homens foram assassinados a tiros em duas ruas próximas da Vila Miriam, na região de Pirituba. Em uma terceira via do bairro, dois homens também foram baleados

Foto:

Peritos da Polícia Técnico Científica encontraram balas de calibre ponto 40 nas ruas onde ocorreu a primeira chacina do ano na capital. O calibre é de uso exclusivo das polícias. Na madrugada de domingo, quatro pessoas foram mortas e outras duas ficaram feridas em três ruas da Vila Miriam, região de Pirituba, na Zona Norte da cidade.

Quatro cápsulas calibre ponto 40 foram recolhidas, sendo que três estavam ao lado do corpo de Willian Tomas Oliveira Leite, na Rua Brasilina Vieira Simões. Uma quarta bala se encontrava perto do cadáver de Matheus da Silva Rocha, de 18 anos, na Rua Duarte Moreira. Nesta mesma via, foram mortos Bryan de Carvalho, 16, e Luís Vagner Gonçalves de Oliveira, 18.

Até o momento, o DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa), não faz relação dos projéteis encontrados com o suposto envolvimento de policiais no crime. As armas usadas pelos criminosos podem ter sido roubadas, extraviadas ou até adquiridas no exterior.

As vítimas que sobreviveram estavam na Rua Santo Antônio dos Coqueiros, distante cerca de 100 metros da Duarte Moreira.

Conforme o boletim de ocorrência, Luís, Matheus e Bryan conversavam na rua quando homens vestindo capuzes desceram de um Pálio prata e atiraram. Não está claro se os atentados a Willian e aos dois homens que sobreviveram ocorreram antes ou depois das três mortes, que aconteceram às 3h30.

"Pelas circunstâncias de tempo e lugar, acredita-se que tais ocorrências estejam relacionadas, porém, tal afirmação deverá ser confirmada durante a investigação", diz o BO.

Os dois sobreviventes, de 46 e 48 anos, foram socorridos e um deles já recebeu alta, já que recebeu um tiro de raspão no braço.


Compartilhe: