Diário de S. Paulo

05/01/2018 - 18:08

Governo pagará até R$ 50 mil por pista que leve ao atirador

Polícia procura suspeito de disparar em criança de 5 anos durante virada do ano

Por: Ana Paula Bimbati
[email protected]

Foto: Reprodução

A SSP (Secretaria de Segurança Pública), sob gestão Geraldo Alckmin (PSDB), informou nesta sexta-feira (5) que vai pagar até R$ 50 mil para quem fornecer informações que levam ao autor do disparo que matou o menino Arthur Aparecido Bencid Silva, de 5 anos.

Arthur foi atingido por uma bala perdida na virada do ano, quando brincava de fazer bolha de sabão no quintal de uma casa na Zona Sul.

Segundo a SSP, as denúncias podem ser feitas diretamente à polícia por telefone, carta, e-mail, ou pessoalmente, ou pelo Disque Denúncia no 181, ou pelo Web Denúncia (http://www.webdenuncia.org.br/). A pasta afirma que todas as modalidades garantem o sigilo dos dados do denunciante.

Esse é o valor máximo pago pelo programa. A quantia pode contemplar mais de uma denúncia, segundo a SSP.

As pistas fornecidas são aprovadas pelo secretário estadual Mágino Alves Barbosa Filho, que analisa o grau de eficiência das informações prestadas e fixa o valor a ser pago por elas.

INVESTIGAÇÃO/ O delegado Antônio Sucupira Neto, do 89º DP (Portal Morumbi), recebeu imagens da câmera de segurança de um vizinho da casa.

O vídeo mostra um carro estacionado na frente da residência onde Arthur estava. A polícia ainda não soube informar quem era o condutor nem as pessoas que aparecem perto do veículo.

Além de investigar as imagens, o delegado espera uma data para fazer a reconstituição do caso.

Na quinta-feira, o exame de confronto balístico apontou que o projétil que atingiu Arthur não saiu da arma de homem apontado pela polícia como principal suspeito.

O laudo necroscópico apontou, segundo a polícia, que o menino foi ferido por tiro de revólver calibre 38. O disparo atingiu a parte superior da cabeça. A bala ficou alojada na nuca de Arthur.

A principal hipótese da Polícia Civil é que o disparo foi feito para o alto durante a queima de fogos.


Compartilhe: