Diário de S. Paulo

12/01/2018 - 19:31

Roger escala Weverton como titular em jogo-treino

No primeiro teste do ano, Roger escala o goleiro como titular e dá dica de que ele pode ter vencido disputa com Prass e Jailson

Foto: /Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Uma das perguntas que mais povoaram as cabeças dos torcedores palmeirenses tem sido: quem vai ser o goleiro titular este ano?

Pois nesta sexta-feira (12), pela primeira vez, o técnico Roger pode ter dado uma indicação para essa resposta. No jogo-treino contra o Atibaia, na Academia de Futebol, o escolhido foi o recém-chegado Weverton.

Ele foi escalado na equipe que começou a atividade, vencida pelo Verdão, por 1 a 0, com gol do atacante Willian.

A formação, montada no 4-2-3-1, teve Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Tchê Tchê; Keno, Lucas Lima e Dudu; Borja.

Talvez seja esse, com algumas alterações, o time titular para o começo da temporada. Só quem ficou fora e tem status de quem pode começar as partidas são Edu Dracena e Moisés. Ambos ficaram fora da partida porque estão fazendo reforço muscular.

Dracena entraria no lugar de Antônio Carlos. Moisés, provavelmente, no de Keno - isso, claro, se entrar e não for para o banco de reservas, o que não seria um absurdo.

O jogo-treino foi dividido em três tempos. O primeiro teve 38 minutos, enquanto os dois demais, 30 minutos cada.

Prova de que todos os goleiros estavam aptos a jogar foi o fato de que cada um atuou em uma fração. Além de Weverton, que começou jogando, Prass foi a campo na segunda etapa e Jailson, na terceira.

Foi um teste morno para o Verdão, que não sofreu muito atrás nem atacou demais na frente. O gol solitário de Willian, aliás, surgiu depois de dividida com o goleiro rival.

Roger aproveitou para rodar bem o elenco. Além de todos os já citados, Mayke, Emerson Santos, Juninho, Victor Luis, Thiago Santos, Bruno Henrique, Michel Bastos, Guerra, Deyverson (estes, integrando a segunda equipe), Fabiano, Pedrão, Thiago Martins, Allione, Hyoran e Artur também foram acionados pelo técnico.

CAMISA 21/ Weverton foi apresentado sob o status de "goleiro de seleção brasileira", palavras saídas da boca de Alexandre Mattos, diretor de futebol do clube. Na ocasião, ele disse que o Verdão estaria absurdamente bem servido para a posição.

Na cerimônia, ele recebeu a camisa de número 21, e até brincou que se tratava do 12 ao contrário,fazendo referência à usada por São Marcos.

Prass foi quem terminou a temporada passada jogando. Ele chegou a perder a posição para Jailson, que entrou bem demais no time, mas sofreu uma lesão rara, no quadril, que permitiu o retorno do camisa 1 à meta alviverde.


Compartilhe: