Diário de S. Paulo

10/01/2018 - 17:34

'O Touro Ferdinando' fala sobre o respeito às diferenças

Dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha, filme é uma divertida animação

Por: Giovanni Oliveira
[email protected]

Foto: /Divulgação

Rótulos. Antes mesmo de nascer, as pessoas nos bombardeiam com os mais diversos rótulos. Sobre o que vamos gostar, com o quê iremos trabalhar, quem vamos amar. Rótulos. Mas não somos feitos de plástico, metal ou vidro, e rótulos não grudam bem na gente, assim como não grudam no touro Ferdinando.

Criado para ser um matador, Ferdinando chamava atenção pelo modo sensível que levava a vida. Na infância, gostava de sentir o doce perfume das flores; e por ser diferente, sofria com piadas e intimidações.

Os outros bezerros diziam que touros foram feitos para duelar com toureiros na arena, e nada mais. Ferdinando, porém, não acreditava nisso.

Um certo dia, ele foge da fazenda onde vive, e vai parar no sítio de uma garotinha que o deixa livre para ser quem ele é. Porém por ironia do destino, anos mais tarde ele acaba voltando para a fazenda, onde se vê obrigado a treinar para duelar com um grande toureiro.

Ambientado na Espanha, "O Touro Ferdinando" não é o melhor filme do gênero, mas é uma animação divertida, cheia de piadas que farão toda a família rir e, acima de tudo, que inspira. Para todos aqueles que já se sentiram deslocados, excluídos ou esquisitos, sejam adultos ou crianças, a fala do amável Ferdinando é um conforto em tempos de ódio e discriminação que infelizmente vivemos hoje em dia: "ser esquisito é normal agora".

Confira o trailer:


Compartilhe: