Diário de S. Paulo

29/12/2017 - 15:44

Mega da Virada pode pagar R$ 280 milhões

Apostas podem ser feitas até as 14h deste domingo (31). Valor equivale a 838 carros de luxo e mansão em Miami

Foto: /Marcello Rosa/Agência Brasil

Começar o ano com R$ 280 milhões na conta é o sonho de muitos brasileiros. Em tempos de crise, desemprego, uma bolada dessa, conforme expectativa da Caixa Econômica Federal para a Mega da Virada deste ano, é o desejo de muitos.

Para quem ainda pretende fazer uma fezinha, uma das recomendações para tentar chegar um pouco mais próximo de ser um milionário é, por exemplo, nunca jogar em dezenas sequenciais (como 01, 02, 03, 04, 05 e 06 ou 26, 27, 28, 29, 30 e 31).

As cartilhas também alertam: não se deve apostar nos números que estão numa mesma coluna vertical da cartela.

Outra fórmula que daria passagem sem escalas para a riqueza é dividir o bilhete em quatro quadrantes e escolher números em todos eles. Outra dica: sempre se deve apostar numa mesma quantidade de pares e ímpares.

No entanto, para matemáticos as fórmulas e dicas não funcionam na prática. A chance de qualquer uma das 60 dezenas ser sorteada é a mesma de qualquer outra

Para o doutor em Matemática Augusto Quadros Teixeira, do IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada), muita gente acredita nessas soluções porque o cérebro humano tenta buscar padrões na natureza à sua volta, inclusive em sua aleatoriedade.

O matemático Ricardo Miranda Martins aponta que as fórmulas e resultados anteriores não interferem em nada.

"Por exemplo, se você está jogando cara ou coroa e os últimos 20 lançamentos resultaram em coroa, você deveria apostar que o próximo seria cara? Ou coroa? "Surpreendentemente, a probabilidade do próximo lançamento ser uma ou outra é exatamente a mesma: 50% para cada. São eventos independentes", disse.

Mas calma, não desanime, apesar da chance de se tornar o milionário de 2018 ser mínima, é importante jogar o maior número de bilhetes.

Em um exemplo extremo, alguém que apostasse em todas as 50.063.860 de possibilidades teria a certeza de que uma de suas cartelas seria a vencedora, além de acertar muitas quadras e quinas.

"Com cada cartão custando R$ 3,50 ele gastaria R$ 175.223.510 para um prêmio de R$ 280 milhões. O problema é que se outro apostador também acertasse os seis números, o que gastou R$ 175 milhões ficaria com um prejuízo de cerca de R$ 35 milhões", explicou Martins.

Difícil? Na dúvida, faça sua aposta até às 14h deste domingo (31) e cruze os dedos./G1


Compartilhe: