Diário de S. Paulo

13/12/2017 - 19:14

Bilhete único vai pagar aluguel de bike

Prefeitura abre credenciamento para empresas que querem oferecer serviço na capital e estabelece normas

Por: Ana Paula Bimbati
[email protected]

A Prefeitura abriu ontem o credenciamento para empresas interessadas em oferecer o serviço de compartilhamento de bicicletas na cidade. Entre as regras estabelecidas pela administração municipal, as operadoras terão de oferecer o Bilhete Único como forma de pagamento.

Em seu plano de governo, o prefeito João Doria (PSDB) já falava em "modernizar" o cartão de transporte, expandindo "as possibilidades de utilização e ampliar a integração entre modais".

Um dos exemplos colocado pelo tucano em suas promessas de campanha era a implantação de bolsões de estacionamento, "nas extremidades das linhas de ônibus e Metrô", com a opção de pagamento pelo Bilhete Único.

Na gestão Fernando Haddad (PT), os ciclistas puderam pagar o aluguel da bicicleta com o cartão, em algumas estações, porém a medida não avançou para todo o serviço.

Além disso, a portaria publicada no "Diário Oficial da Cidade" ontem autoriza as empresas a oferecerem o serviço sem as estações de estacionamento.

Hoje, para conseguir alugar uma bike, ou até mesmo deixá-la após o uso, os ciclistas precisam procurar por um "ponto", onde fica concentrado todas as bicicletas.

Agora, os usuários poderão procurar pelos aplicativos a "magrela" mais próxima e entregá-la em seu destino final. As bicicletas desse tipo de sistema, conhecido como dockless ou freefloating, têm um sistema de "autotravamento e com suporte tecnológico para seu funcionamento e liberação".

Caso as bicicletas sejam deixadas em locais que atrapalhem o trânsito e pedestres, operadora e usuário serão multados.

Um dos objetivos da gestão tucana é expandir o serviço para bairros da periferia. Hoje, duas empresas operam o compartilhamento na capital.

"O sistema abrangerá todo o município com a atuação de várias operadoras; e a rede oferecida será capilarizada com especial atenção a regiões mais distantes do centro, além da integração com terminais de ônibus, do Metrô e da CPTM, e com a rede cicloviária", disse o secretário de Transportes e Mobilidade, Sérgio Avelleda.

Os interessados devem preencher um formulário disponível no site da pasta de Transportes (http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/transportes/acesso_a_informacao/index.php?p=227570).


Compartilhe: