Diário de S. Paulo

06/12/2017 - 17:35

Após saída de Pinotti, Raí será o diretor de futebol do São Paulo

Querido pelo elenco, mas com problemas e divergências devido aos rumos da presidência de Leco, diretor executivo de futebol Vinicius Pinotti pede demissão do São Paulo. Raí assume o cargo

Por: Ana Canhedo
[email protected]

Foto: /Fotos de Rubens Chiri/São Paulo

Era tudo o que o São Paulo menos precisava, assim como definiu o volante Petros. Mas não teve jeito. Por divergências de gestão com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o diretor executivo de futebol do Tricolor, Vinicius Pinotti, entregou a carta de demissão ao clube, na manhã de quarta-feira (6).

No dia seguinte, esta quinta, o clube já acertou com o substituto: Raí, segundo informações do Globoesporte.com. Ídolo do São Paulo aparecia como a primeira opção e era um desejo antigo de Leco.

A saída de Pinotti compromete em parte o planejamento do clube para 2018, que precisará, primeiramente, se reestruturar internamente antes de pensar em buscar novas peças para o elenco.

Enquanto isso, as negociações em andamento, como a contratação do goleiro Jean, do Bahia, e a permanência do volante Jucilei, serão tocadas por Alexandre Pássaro, advogado do departamento de futebol do Tricolor. Ambas estão próximas de serem concretizas e dificilmente os desdobramentos serão diferentes do que seriam com Pinotti.

Dorival Júnior, que seria um dos motivos do desgaste na relação entre Leco e o agora ex-dirigente, passa férias nos Estados Unidos. Assim como o filho, Lucas, auxiliar técnico do Tricolor, ele foi pego de surpresa com a informação.

As razões/ Publicamente, o São Paulo admite apenas que houve divergência de pensamento entre as duas partes para o futuro do São Paulo.

A relação de Leco com Pinotti vem desgastada há algum tempo. Na despedida do ídolo Diego Lugano, por exemplo, o presidente falou, mas não passou o microfone para o então diretor de futebol também dar o adeus na coletiva de imprensa. O fato abalou ainda mais o cenário.

Pinotti também gostaria de ter mais autonomia nas contratações e, por vezes, se sentiu escanteado por Leco. Uma conversa do presidente com o Cruzeiro, no que seria uma possível ida de Lucas Pratto à Toca da Raposa, teria sido a gota d'água para Pinotti.

Vale destacar que o elenco tricolor gostava da forma de trabalho de Pinotti. O dirigente era figurinha carimbada no CT da Barra Funda e assumiu o cargo em maio deste ano.


Compartilhe: