Diário de S. Paulo

06/12/2017 - 16:58

Freio autônomo previne acidentes

Equipamento proporciona maior eficácia na frenagem. No Brasil, só algumas categorias dispõem da tecnologia, já que há lei para se tornar item de fábrica

Foto: Divulgação

A frenagem autônoma de emergência está na lista das tecnologias automotivas que tendem a se tornar essenciais na redução de acidentes e mortes no trânsito, em todo o mundo, uma vez que o comportamento humano ainda é o principal fator de colisões e, muitas vezes, a reação humana não é suficiente para evitar um acidente.

Segundo Alessandro Rubio, coordenador técnico do Centro de Experimentação e Segurança Viária, o sistema de Frenagem autônoma de emergência foi desenvolvido com o objetivo de minimizar os riscos de colisões frontais ou diminuir consideravelmente o impacto de uma batida.

"Apesar de ainda não ser um item obrigatório em vários países, trata-se de recurso muito importante para a segurança viária, principalmente pelo fato de proporcionar ao motorista, passageiros e até pedestres uma proteção extra", comenta. No mercado brasileiro, somente algumas categorias mais premium de veículos possuem o recurso.

O sistema é formado por sensores e câmeras instalados no para-choque dianteiro e também no para-brisa do veículo. Dessa forma, eles analisam a área que será trafegada e identificam os possíveis obstáculos à frente do carro e, quando acionado, o recurso inicia uma frenagem de emergência e alerta o motorista.

Nos Estados Unidos, a frenagem automática se tornará obrigatória para todos os veículos a partir de 1º de setembro de 2022. No Brasil, não há lei para isso. Mais informações em https://goo.gl/CV5PZc. /O DIA


Compartilhe: