Diário de S. Paulo

05/12/2017 - 17:09

Renault Kwid prova sua segurança

O subcompacto mostrou resultado nos testes de segurança do Latin NCAP

Por: Agência Jornal o DIA

Foto: Divulgação

O Renault Kwid, hoje, está devidamente afirmado no Brasil. Quando o subcompacto ainda era uma promessa por aqui, a montadora declarou que o nosso exemplar seria mais seguro que o original indiano, que decepcionou bastante nos testes de segurança realizados para aquele mercado. Pois bem, o Latin NCAP pôs o carro em teste. E ele foi bem.

De um máximo de cinco estrelas, o Kwid fabricado em São José dos Pinhais (PR) faturou três, na proteção para adultos e crianças, nos testes de batida frontal e lateral. Nas palavras do Latin NCAP, o subcompacto 'mostrou uma proteção frontal adequada e proteção marginal contra impactos laterais com uma proteção fraca no peito do adulto, porém suficiente para alcançar as três estrelas sólidas na proteção deste ocupante.

No impacto lateral, a estrutura do Kwid evitou atravessar, de forma excessiva, a barreira de impacto lateral que, combinado com o airbag do tórax lateral, conseguiu manter as lesões dos adultos por baixo da alta probabilidade de risco de vida. Os ocupantes crianças mostraram uma proteção adequada e boa nos testes de impacto frontal e lateral, devido a que os SRIs (sistema de retenção infantil) foram instalados utilizando ancoragens ISOFIX e Top Tether'.

O Kwid indiano, nas avaliações do Global NCAP, zerou três vezes seguidas nos testes. A Renault asiática foi reforçando a estrutura do subcompacto para, no quarto teste, ele obter uma única estrela. A versão brasileira, quem diria, teve fundamental incremento estrutural a fim de se tornar mais seguro de fato. Entram em cena nesta evolução os airbags laterais de série e o trato nas colunas centrais. Não à toa, o nosso pesa 110 quilos a mais que o oriental.

Mas perceba que não são cinco estrelas, duas não foram alcançadas no teste. Segundo o relatório elaborado pelo Latin NCAP, o Kwid brasileiro poderia ser um veículo mais seguro caso tivesse cinto de três pontos em todas as posições de acomodação e, precisamente no caso da proteção infantil seria apropriado caso o subcompacto tivesse recurso de desativar o airbag frontal do carona para que seja acomodado um SRI voltado para trás.

Mercado

O Renault Kwid é comercializado no Brasil em três versões Life, Zen e Intense todas equipadas com airbags laterais de série. O subcompacto não possui controle de estabilidade. Os preços começam em R$ 30 mil. A versão topo de linha pode ser equipada com central multimídia com câmera de ré e navegação.


Compartilhe: