Diário de S. Paulo

12/09/2017 - 17:20

Caminhão capota e mata adolescente

Veículo prestava serviços para a Coca-Cola e atingiu três meninas que estavam na calçada, a caminho da escola, em Taipas. Motorista foi liberado

Foto: Reprodução

Uma adolescente de 13 anos morreu e outras duas se feriram após uma caminhonete que presta serviços para a Coca-Cola capotar em cima delas, por volta das 7h de terça-feira (12), em Taipas, na Zona Norte da capital.

O acidente aconteceu entre as avenidas Raimundo Pereira de Magalhães e Cantidio Sampaio. As meninas andavam pela calçada a caminho da escola. De acordo com o SPTV, da Rede Globo, um carro teria freado bruscamente quando o sinal, que fica em frente à Escola Municipal Eliane Benute Lessa Ayres Gonçalves, estava amarelo e a caminhonete, que seguia atrás, não conseguiu reduzir a velocidade a tempo e acabou capotando.

Segundo a Polícia Militar, Júlia Maria Firmino morreu no local. As outras duas vítimas, de 14 anos, tiveram escoriações e foram encaminhadas ao Hospital Geral de Taipas. Uma estava com uma fratura no tornozelo e a outra, na perna direita.

Ao SPTV, o tio de Júlia, Maurício Donizete Rocha, afirmou que ela tinha ido de carro para a escola, mas como é difícil parar nos arredores do prédio, o pai dela parou do outro lado da rua, deixando-a na calçada. Logo depois, o pai foi reconhecer o corpo da menina e precisou ser amparado.

"Não tem curva, não tem nada. E nem é lugar de velocidade porque aqui tem semáforo. Uma coisa que não tem explicação", lamentou o tio.

O caso foi registrado no 74º DP (Jaraguá). O motorista do veículo foi ouvido e indiciado por homicídio culposo e lesão corporal culposa na direção de veículo automotor.

A SSP informou que ele responderá em liberdade e será instaurado inquérito para apurar as causas do acidente.

Em nota, a Coca-Cola disse que "lamenta profundamente o ocorrido" e que a companhia, junto à empresa terceirizada, "está focada em prestar assistência às vítimas hospitalizadas e amparar às famílias de todos os envolvidos" e que vai contribuir com as autoridades para esclarecer o caso.


Compartilhe: