Diário de S. Paulo

03/09/2017 - 17:54

NOTA DO MP-SP

Ministério Público apoia

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) divulgou nota em que apoia a decisão da prisão do abusador. Até para justificar a mudança de postura da promotoria , que após o abuso de terça-feira pediu o relaxamento da prisão do acusado, o MP diz que "uma testemunha ouvida pela autoridade policial, referendando o depoimento da vítima, relatou que o agressor usou de força física para evitar que a mulher conseguisse se desvencilhar dele no momento do ataque" Ou seja, "em ato caracterizado como estupro, de acordo com o Código Penal" . O MP disse que atuará no sentido de que o agressor, em virtude dos sinais de existência de patologia psiquiátrica, receba diagnóstico e tratamento médico.


Compartilhe: