Diário de S. Paulo

11/09/2017 - 15:33

O choro de Joesley

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Fontes da Polícia Federal dizem que o empresário Joesley Batista foi às lágrimas ao ouvir o som da cela da PF, na Lapa, Zona Oeste, se abrir ontem à tarde. O dono do conglomerado vai ficar preso por, pelo menos, cinco dias em Brasília, enquanto as autoridades decidem se anulam ou não o acordo de colaboração premiada, firmado com o MPF (Ministério Público Federal). O Brasil ouviu estarrecido a conversa dele com seu subordinado Ricardo Saud, em um verdadeiro show de deboche com as instituições e o país. O combate à corrupção é fundamental para moralizar o Brasil e a retomada do crescimento. A corrupção faz chorar quem menos tem e mata. Que o senhor Batista pague pelos seus erros e sirva de exemplo para os espertalhões da República.

Charge do dia:


Compartilhe:

SOBRE Nossa Opinião

Editorial do jornal Diário de S. Paulo