Diário de S. Paulo

06/09/2017 - 17:13

Camburão na porta

Estão no prelo e em cima da mesa do procurador-geral da República os pedidos de prisão dos delatores Joesley Batista e Ricardo Saud, e do ex-procurador do MP Federal Marcelo Miller, que foi 'braço direito' de Rodrigo Janot na PGR. O caso é tão sério que um processo administrativo sobre Miller, por atuação como advogado da JBS sem quarentena após sair do MPF, foi enviado ontem à noite para uma instância criminal.

'Usado'

Após passar grande constrangimento em rede nacional ao revelar as traquinagens verbais de Joesley e Saud, Janot tem repetido internamente que se sentiu usado e traído.

Fura-fila

As denúncias contra a cúpula do PT ficariam a cargo da futura PGR Raquel Dodge. A flechada de Janot nos petistas foi antecipada para tentar salvar a imagem de sua gestão.

Advogados & presos

Raul Jungmann, ministro da Defesa, quer propor lei federal para monitoramento de voz em conversas de advogados com presos e condenados nos parlatórios em presídios, para estancar qualquer suspeita de que os defensores sejam mensageiros de ações criminosas. O deputado Pr Eurico (PHS-PE) saiu na frente para melar. Acaba de protocolar o PL 8527/17, que dá livre acesso aos advogados nas penitenciárias.

Coach & Coldre

A Polícia Federal contratou uma empresa de coaching (técnico) executivo para treinar diretores e integrantes de cargos de confiança na gestão de equipes, diante do encolhimento das categorias, sem perspectiva de abertura de concursos. Segundo a PF, a contratação "faz parte de uma ação implementada pela Academia Nacional de Polícia na área de desenvolvimento humano que será replicada para toda a Instituição", visando disponibilizar "arcabouço de conhecimento teóricos e práticos".

Sem resposta

A Coluna aguarda há seis dias posição do CNJ sobre quando e como serão divulgados os salários dos juízes conforme determinação da presidente Cármen Lúcia.

LEC em alta

Na esteira do filme "Policia Federal - A Lei É Para Todos", o combate à corrupção inspira executivos para cursos do tema. O número de alunos no curso Compliance Anticorrupção da LEC (Legal, Ethics & Compliance) ultrapassa o de 2016 em 114%.

Paraísos fiscais

Desde a primeira cúpula dos países que integram o BRICs, em 2009 na Rússia, discute-se a criação de mecanismos para quebrar sigilos, combater a sonegação internacional e a circulação de dinheiro sujo que lavado em paraísos fiscais. Nada avançou.

No papel

Na cúpula 2017, os presidentes voltaram a criticar a "riqueza ilícita escondida" nos paraísos. Dados do Instituto de Estudos Socioeconômicos e organizações internacionais apontam que os países em desenvolvimento perderam, nos últimos anos, US$ 1,1 trilhão em transferências registradas e US$ 10,6 trilhões em não-registradas.

Dia de Responsa

Como o povo continua a beber e dirigir, a Ambev, maior fabricante de bebidas alcoólicas do país, dá exemplo. Cerca de 16 mil colaboradores da cervejaria no Rio de Janeiro, SP e DF visitarão, dia 15, alguns bares para promover o consumo inteligente.


Compartilhe:

SOBRE Leandro Mazzini

Começou no jornalismo em 1996. Passou por Jornal do Brasil, Correio do Brasil, Gazeta Mercantil, Agência Rio de Notícias entre outros. Assinou o Informe JB de 2007 a 2011. Foi colunista do JB e da Gazeta.