Diário de S. Paulo

11/08/2017 - 18:21

Após eliminação, Cuca crava: 'Vou até o fim'

Após queda na Libertadores, Cuca garante permanência no Verdão até o fim de 2018 e meta de ser campeão do segundo turno do Brasileiro

Por: Arthur Stabile
[email protected]

Foto: FotoArena

Diga ao povo palmeirense que fico. Esse foi o recado de Cuca após a queda do time na Copa Libertadores e os boatos de pedido de demissão. O técnico garantiu: vai até o fim de 2018, prazo de seu contrato.

A eliminação para o Barcelona de Guayaquil, do Equador, nas oitavas do torneio continental colocou em xeque o trabalho. Além disso, rumores de que o comandante do eneacampeonato brasileiro estava pessimista e com intenção de entregar o boné, deixaram o clima tenso. Mas Cuca descartou essa possibilidade em entrevista coletiva.

"Eu cumpro meus contratos. Vou até o final", garantiu, dizendo ter colocado o cargo à disposição apenas no caso do afastamento de Felipe Melo, após a queda na Copa do Brasil. "Eu falei: 'Se vocês acharem que é melhor a minha saída, eu entendo'. Então, foi uma decisão da diretoria (afastar o volante), não minha, e foi a única vez (que colocou o cargo à disposição", explicou Cuca.

O semblante do comandante ainda é de lamentação pela queda no torneio que era sonho de consumo de torcida, comissão e diretoria. Porém, mais do que lamentar os resultados abaixo do esperado, a intenção é dar uma resposta o quanto antes.

Para isso, o único campeonato até o fim do ano vale para pensar 2018. Cuca coloca como objetivo do Palmeiras ser campeão do segundo turno do Brasileiro para voltar à Libertadores e mostrar um bom futebol.

"Temos um objetivo que é fazer um ótimo segundo turno. Dentro dele, as coisas vão se definindo para o ano que vem. A equipe a se montar no ano que vem para melhorar o que pode melhorar", disse, ainda com uma ponta de esperança em queda de produtividade do Corinthians e indefinição do título.

Matemática/ A missão alviverde, porém, será complicada. Com 32 pontos ganhos em 19 jogos, o Alviverde está 15 atrás do arquirrival, invicto no torneio e com sete dias livres para preparação antes do próximo jogo - recebe o Vitória, no dia 19.

Já o Palmeiras tem pela frente o Vasco, amanhã, no Rio de Janeiro, com uma série de desfalques. Otimista, Cuca deixa de lado os números gerais de sua atual passagem pelo clube para focar nas últimas rodadas.

"Vinhamos de uma sequência muito boa, similar ao líder Corinthians nos últimos dez, 11 jogos. Então, a gente não vem mal no campeonato. É retomar o caminho das vitórias", sustenta. 


Compartilhe: