Diário de S. Paulo

31/08/2017 - 18:34

Assaltos viraram rotina para as famílias do bairro

Numa volta pelas ruas de São Mateus, na Zona Leste, é raro encontrar pessoas que nunca tenham sido assaltadas. Normalmente, os casos se multiplicam dentro da mesma família.

É o caso da cuidadora Carolina Helena da Silva, 22 anos. Ela já foi assaltada duas vezes. A mãe e o pai, que é taxista, três cada um.

"Na última vez que fui vítima um carro parou do meu lado, quando eu estava indo para o trabalho, e três  homens armados me pediram a bolsa", contou Carolina. "É uma situação desesperadora porque, qualquer reação, qualquer coisa que possa parecer um movimento, pode te tirar a vida."


Compartilhe: