Diário de S. Paulo

24/08/2017 - 18:18

TJ determina multa de R$ 10 mil para rolezinho

Valor será cobrado caso evento aconteça novamente no Shopping Itaquera. Último evento ocorreu em novembro do ano passado

Por: Assinatura / cidade
@diariosp.com.br

Foto: /Arquivo Diário SP/23-11-2016

O Tribunal de Justiça determinou multa de R$ 10 mil para a organização do rolezinho, caso aconteça outro evento do tipo no Shopping Metrô Itaquera. A ação foi movida pelo centro de compras em novembro de 2016, quando aconteceu a última aglomeração de jovens por lá.

Além disso, dois organizadores do evento, Darlan Mendes e Paulo Henrique da Silva, terão de pagar, cada um, uma multa de R$ 1 mil por despesas processuais e honorários.

A decisão aconteceu em fevereiro deste ano e proíbe que o grupo faça "aglomerações, algazarras, correrias", utilizem "equipamentos de som em volumes altos" nas dependências do shopping.

Essa atitudes "implicam na ameaça à segurança dos frequentadores e funcionários", disse na sentença o juiz Alexandre Böttcher, da 4ª Vara Cível de Itaquera.

Os dois organizadores foram intimados na terça-feira. "Não teve nenhum ato de vandalismo no último rolezinho. Vamos entrar com uma ação de discriminação contra o shopping e vamos marcar um outro evento lá", prometeu Darlan, presidente da Associação do Rolezinho.

Em nota, o Shopping Metrô Itaquera disse acompanhar os eventos agendados pelas redes sociais e que não tem conhecimento sobre um novo rolezinho. O centro de compras afirmou ainda que a decisão judicial tem sido acompanhada por seus advogados.


Compartilhe: