Diário de S. Paulo

22/08/2017 - 19:24

Juíza foi morta pelo marido delegado no domingo

O delegado Cristian Lanfredi, de 42 anos, matou sua mulher, a juíza trabalhista Claudia Zerati, 46, com um tiro e logo depois cometeu suicídio no apartamento do casal, em Perdizes, na Zona Oeste, no domingo. Segundo um vizinho e padrinho da filha do casal, o delegado pediu para ficar com a criança, pois ele e Claudia teriam discutido. Lanfredi teria dito ainda que a mulher havia saído de casa. No entanto, a filha do casal, de 6 anos, disse ao padrinho que os pais teriam brigado, pois o delegado se recusou a tomar um medicamento. Lanfredi estava afastado do trabalho para tratamento de depressão, segundo familiares e conhecidos. Seu último posto de trabalho foi na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), onde atuou até sexta como assessor da liderança do PSDB.


Compartilhe: