Diário de S. Paulo

18/08/2017 - 18:12

Ambulante sofre agressão de GCMs

Vendedores teriam pulado a catraca da Estação Perus da CPTM e atacado por vigilantes após discussão

Por: Assinatura / cidade
@diariosp.com.br

 Um vídeo gravado por um passageiro e veiculado pelo SPTV, da Rede Globo, ontem, mostrou ambulantes e desconhecidos sendo agredidos por guardas civis metropolitanos na Estação Perus, da Linha 7-Rubi, da CPTM.

Segundo a companhia, um grupo de ambulantes pulou a catraca da estação para não pagar a passagem na última terça-feira, por volta das 15h45. Ao serem abordados pelos vigilantes, iniciaram uma discussão e passaram a agredi-los. No boletim de ocorrência, o confronto teria começado após um dos vendedores ter empurrado uma funcionária.

Equipe da GCM, que estava pelas proximidades, foi acionada e, segundo as imagens da gravação, desferiu golpes de cassetete, chutes e empurrou um dos vendedores de boné, que continuou apanhando mesmo após ter caído no chão.

Outro homem, de camisa branca, foi imobilizado e também acabou agredido. Depois, não é possível ver mais o que acontece, já que o passageiro que gravou as ações estava do outro lado da plataforma e, nesse momento, um trem passa.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o vendedor que teria empurrado uma funcionária saiu com ferimentos na cabeça, mas ele não soube dizer quem teria sido o autor das agressões, já que outros desconhecidos se envolveram na confusão.

Ele e mais dois funcionários da CPTM foram conduzidos ao 46º DP (Perus), onde o caso foi registrado como lesão corporal. As partes têm até seis meses para se apresentarem na delegacia se quiserem representar.

Por meio de nota, a SMSU (Secretaria Municipal de Segurança Urbana) informou que a Corregedoria da Guarda Civil Metropolitana vai instaurar inquérito para "averiguação preliminar para análise e procedimentos legais cabíveis para conclusão desta apuração".


Compartilhe: