Diário de S. Paulo

11/08/2017 - 20:36

'Rapaz do Acre' tem de se explicar

Foto: Charge 12/08/2017

Após cinco meses desaparecido, Bruno Borges, de 24 anos, retornou para casa nesta sexta-feira (11). Ele havia sumido em 27/3, em Rio Branco. O desaparecimento do estudante de psicologia mobilizou polícia, autoridades e mídia. Ele seria seguidor do trabalho do teólogo italiano Giordano Bruno (1548-1600). A questão é que o "desaparecido" escreveu um livro sobre uma suposta Teoria da Absorção do Conhecimento. Com a mídia em torno do caso, antes mesmo de ser lançado, o livro já tem mais de 17 mil exemplares reservados. Seu próximo livro tem o título "Caminho para a Verdade absoluta". A primeira verdade absoluta que Bruno precisa explicar é seu sumiço, que mais parece jogada de marketing. Quem paga a mobilização policial? Que ele responda pelo caso.


Compartilhe: