Diário de S. Paulo

14/07/2017 - 16:49

Pedidos de aposentadoria demoram até quatro meses

Benefícios por tempo de contribuição são os mais demorados. Temor por causa da reforma fez crescer as solicitações em 12% no país

Por: Larissa Quintino
[email protected]

Os segurados do INSS demoram, em média, quatro meses para conseguir a concessão da tão sonhada aposentadoria na capital. Isso porque é preciso enfrentar dois prazos até obter o benefício.  O primeiro deles é o tempo do agendamento até o atendimento e, depois, a espera pelo sim ou pelo não.

Segundo dados do instituto, o beneficiário que protocola um pedido de aposentadoria por tempo de contribuição na capital leva, em média, 85 dias para ser atendido no posto. Após isso, o período entre o atendimento e a análise dos documentos para a concessão do benefício dura cerca de 39 dias. No total, portanto, são 124 dias até o primeiro pagamento.

O tempo para a aposentadoria por idade é um pouco menor: são 80 dias do agendamento até o atendimento, mais 24 dias, em média, para o pagamento do benefício.

Apesar do tempo até o benefício finalmente sair ser longo, a data que vale para contagem do benefício é a do agendamento, explica o presidente do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários), Roberto de Carvalho Santos. 

Portanto, explica o especialista, se o segurado protocolar o pedido antes das mudanças nos critérios de concessão por conta da reforma da Previdência, ele consegue se aposentar com todos os direitos garantidos, mesmo que o primeiro pagamento seja feito apenas após as alterações na legislação.

CORRERIA/ A tramitação da reforma fez o número de pedidos de aposentadoria disparar. Somando as modalidades por idade e tempo de contribuição, a alta foi de 12% comparando janeiro a maio deste ano com os mesmos meses de 2016. Os dados são dos boletins estatísticos da Previdência Social. 

Apesar da pressa inicial do governo Temer, que previa a aprovação do texto no primeiro semestre, a votação da reforma ficará só para depois de agosto.  Com isso, os segurados que estão na expectativa de atingir o direito do 85/95 ganham mais tempo para conseguir chegar aos requisitos da aposentadoria integral.  

Para conseguir se aposentar pelo 85/95 é necessário ter atingido a soma da idade e tempo de contribuição na data em que for protocolar a aposentadoria. 

Por conta da denúncia de corrupção passiva contra o presidente, os trabalhos da reforma só serão retomados após a análise da aceitação ou não da investigação contra o mandatário pela Câmara.  A expectativa é que isso ocorra até agosto.

Para ser aprovada, a reforma da Previdência precisa de 308 votos de deputados. A votação acontecerá duas vezes. Depois, o texto vai para o Senado, onde precisa de 49 votos, também em dois turnos.


Compartilhe: