Diário de S. Paulo

14/07/2017 - 21:15

Assassinato no asfalto

Foto:

A história se repete. Pela enésima vez uma pessoa irresponsável causa a morte de um inocente no trânsito brasileiro. Desta vez, o assassinato - sim, as imagens e provas coletadas pela polícia mostram que na verdade foi cometido um crime - teve requintes de crueldade. O autor, que ironicamente se diz advogado, foi acusado de dolo eventual, quando se assume o risco de matar. Trata-se, antes de tudo, de um canalha. Além de causar o acidente, não teve a coragem de ficar no local para tentar salvar a vítima que agonizava enquanto o carro pegava fogo. A vítima morreu carbonizada. O "moleque!" fugiu para casa. Fosse em um país sério, com leis rígidas e que são cumpridas, esse canalha ficaria preso por muitos e muitos anos. Que se faça justiça aqui!


Compartilhe: