Diário de S. Paulo

17/06/2017 - 22:35

Com gol mal anulado, Corinthians empata com Coritiba

Arbitragem anula gol legal de Jô e impede nova vitória do Timão, que fica ameaçado de perder a liderança

Por: João Pontes
[email protected]

Foto: /Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O Corinthians corre o risco de perder a liderança do Campeonato Brasileira por culpa de um erro da arbitragem. Neste domingo (18), no Couto Pereira, o Timão ficou no 0 a 0 com o Coritiba. Com o resultado, o Grêmio pode assumir a ponta da tabela em caso de vitória sobre o Cruzeiro, nesta segunda-feira (19), às 20h, no Mineirão.

Leia mais:

São Paulo perde invencibilidade no Morumbi

Embora não tenha jogado bem, o Alvinegro não conquistou o sétimo triunfo seguido na competição por causa do auxiliar Michael Correa. No fim do segundo tempo, ele marcou impedimento e anulou um gol legal de Jô. O atacante estava atrás da linha da bola quando foi acionado por Maycon dentro da área.

"Foi um lance muito rápido. Não deu para saber exatamente o que aconteceu. Eu não estava em posição irregular. Não vencemos o jogo, mas o importante é pontuar. Agora é descansar, porque na próxima quinta-feira temos um jogo importante em casa contra o Bahia", comentou Jô, projetando a próxima rodada do Brasileirão.

Até então com 100% de aproveitamento jogando como visitante na competição, o Timão adotou uma postura passiva no primeiro tempo e não criou jogadas de perigo. Controlando as ações, o time paranaense pressionou e deu trabalho para o sistema defensivo alvinegro. 

Na etapa final, o Coritiba seguiu mandando no jogo e quase abriu o placar com Henrique Almeida. O atacante recebeu passe dentro da área e soltou a bomba de primeira. A bola passou tirando tinta da trave, assustando o goleiro Cássio.

Jogando por uma bola, o Corinthians equilibrou a partida no fim do segundo tempo e chegou com perigo no ataque. Em um desses lances, Jô tabelou com Maycon, recebeu dentro da área e bateu no canto, sem chance de defesa para o goleiro Wilson.

"Fizemos um gol legítimo. Vejo como é o futebol. Mesmo não fazendo uma partida boa, a gente criou a situação. Infelizmente, o bandeirinha errou. O Jô não estava impedido. o bandeira estava estranho desde o começo do jogo", disse o técnico Fábio Carille.

Publicado no diariosp.com.br: 19/06/2017, às 15:06:55

Torcedor é espancado em frente ao estádio

Um torcedor do Corinthians foi espancado por dezenas de torcedores do Coritiba antes da partida de ontem. A confusão ocorreu por volta das 8h30, em frente ao Estádio Couto Pereira.

Três ônibus dos visitantes ficaram sem escolta da Polícia Militar e foram alvos de uma emboscada de membros das torcidas organizadas do Coritiba. Arrancado de dentro de um dos veículos, Jonatan José Gomes Souza da Silva, de 29 anos, foi brutalmente agredido.

Mesmo desacordado no meio da rua, Jonatan ainda recebeu muitos chutes pelo corpo e no rosto dos seus agressores. O estrago só não foi maior por causa de um torcedor do clube paranaense, que impediu os outros de continuarem chutando o corintiano no chão.

Durante o primeiro tempo, o delegado Clóvis Galvão, da Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos, chegou a divulgar que Jonatan havia morrido. Horas depois, no entanto, o próprio delegado desmentiu a informação sobre a morte.

Identificado nas imagens da briga, um torcedor do Coritiba foi preso dentro do estádio. Segundo a Polícia Civil, ele será indiciado por tentativa de homicídio.

"Ele aparece nas imagens analisadas pela equipe da Demafe desferindo golpes com os pés contra a cabeça da vítima, um homem de 29 anos, que estava caída no chão e não pôde se defender", disse o delegado Galvão.

Após o jogo, o Corinthians divulgou uma nota de repúdio à briga entre torcedores. O técnico Fábio Carille também falou sobre o assunto. "Estamos cansados de pedir paz. Precisa mudar as leis do país, porque todo mundo faz o que quer e ninguém é punido", comentou.


Compartilhe: