Diário de S. Paulo

17/06/2017 - 22:04

São Paulo perde invencibilidade no Morumbi

Com nomes dos campeões mundiais de 92 nas costas, Tricolor é derrotado pelo Atlético-MG, em casa

Por: Ana Canhedo
[email protected]

Foto: Nelson Coelho

Certamente, os campeões mundiais de 1992 ficaram decepcionados com a atuação do São Paulo neste domingo (18), no Morumbi. Principalmente Ivan, cujo nome estava estampado nas costas de Lucão, responsável por uma falha feia, que custou o gol da vitória do Atlético-MG, por 2 a 1. Rafael Moura fez. Cazares, do Galo, e Marcinho já haviam marcado. O resultado tirou o time mineiro da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O São Paulo, que prestava homenagem aos seus ex-jogadores pelos 25 anos da conquista do primeiro título mundial, caiu para 10º e, na quarta-feira, visita o Atlético-PR. O Galo recebe o Sport, no Independência.  

Jogão/ Sob o comando de Rogério Ceni, maior ídolo do clube, os jogadores do São Paulo fizeram pouco para honrar a história dos campeões de 92. Desorganizados em campo, sofreram gol logo aos oito minutos. Pega de supetão, a defesa não reagiu à chegada de Cazares, na meia-lua, deixando espaço entre Maicon e Júnior Tavares para um chute certeiro.

Os nomes de Raí e Muller, nas costas de Cueva e Pratto,respectivamente, e de Pintado, nas de Jucilei, foram o melhor que o Tricolor pôde mostrar à torcida. O argentino se esforçou tanto que sofreu corte na cabeça em dividida com Leonardo Silva. Já o peruano, mesmo abaixo do que pode render, levou perigo a cada toque na bola. O volante, por sua vez, soube administrar a posse da bola.

O São Paulo voltou para a etapa complementar disposto a iludir sua torcida. Afinal, aos 40 segundos, com a saída de Nem e a entrada de Thiago Mendes, Marcinho caiu pelo lado esquerdo do ataque, recebeu de Júnior Tavares, e marcou, após fazer uma bela jogada individual.

Mas a tarde terminaria mesmo com vaias no Morumbi. Embora tenha martelado no ataque, o Tricolor sofreu com as trapalhadas de sua defesa.

Bruno afastou mal, Maicon não conseguiu cortar e Lucão piorou tudo, chutando em cima de Rafael Moura, que ampliou o placar. Renan até tentou sair do gol, mas não conseguiu evitar o pior.

No começo, o próprio Moura sofreu pênalti de Júnior Tavares, mas o árbitro nada marcou. Minutos mais tarde, foi a vez de o lateral ser derrubado na área atleticana, também sem punição da arbitragem.

No fim, derrota tricolor, sonoras vaias da torcida no Morumbi e desabafo do zagueiro Lucão, mais uma vez o principal alvo das críticas nas arquibancadas (leia ao lado). Saudade de 1992, torcedor?

Publicada no diariosp.com.br: 19/06/2017 14:58:11


Compartilhe: