Diário de S. Paulo

19/04/2017 - 16:00

Fora de casa, Santos não sai do 0 a 0 com Santa Fe

Em Bogotá, Peixe ficou no empate na 'primeira perna' de duelos contra o Santa Fe. Na lateral, Jean Mota é expulso no fim

Foto: REUTERS/Jaime Saldarriaga/Reuters

Ana Canhedo

[email protected]

No primeiro dos dois duelos seguidos contra o Santa Fe, o Santos não saiu do 0 a 0, na noite de quarta-feira (19), em Bogotá, na Colômbia. A partida, válida pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, ainda teve a expulsão de Jean Mota, por cera. Os times voltam a se enfrentar no dia 4 de maio, no Pacaembu. O Alvinegro agora lidera o Grupo 2, com cinco pontos.

Leia mais:

Timão empata e cai nos pênaltis para o Inter

SP não se classifica, mas ganha ânimo para o clássico

Duro de se ver/ A altitude de Bogotá e a organização defensiva do Santa Fe obrigaram o Santos a ter muita paciência no El Campín. A calma foi tamanha que a etapa inicial acabou dando sono.

O Peixe rodou demais a bola, passando sempre pelos pés de Lucas Lima, e criou pouco. Isolado à frente, Ricardo Oliveira repetidas vezes foi flagrado em posição irregular e os pontas Vitor Bueno e Bruno Henrique não conseguiram compactar o time.

Thiago Maia, esbaforido por jogar a quase 3 mil metros acima do nível do mar, sofreu para empurrar o time para frente. Na saída para o intervalo, Victor Ferraz prometeu que o Peixe iria se expor mais. No fim, foi ele o protagonista.

Craque do Santa Fe, o argentino Gomez, antes centralizado, caiu mais pela direita na etapa complementar. Em cima de Jean Mota, deixou Ceter na cara do gol para marcar. O companheiro chutou por cima do gol de Vanderlei.

A jura de Ferraz não foi em vão. Embora o time colombiano tenha ficado mais com a bola nos primeiros minutos do segundo tempo, foi o lateral quem mandou a bola na trave do goleiro Castellanos, após passe de Lucas Lima.

A dificuldade do alvinegro em colocar a bola no chão e construir uma jogada para finalizar seguiu. Erros de passes, inúmeras faltas do adversário e jogo truncado impediram o Santos de vencer.

O fim do duelo foi dramático. Depois de um cartão bobo no começo, Jean Mota foi expulso no fim, por demorar a cobrar falta. Aos 44, Ceter cabeçou e Victor Ferraz tirou a bola com a ponta do pé, em cima da linha.


Compartilhe: